Compondo a alegria existente no universo.

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Passagem Paga

Fonte.: http://leoaassanhada.blogspot.com.br/2009/11/vamos-pesca.html


Paciência Profundamente
Pra Pablo Pereira pegar peixinhos,
Primeiramente pegando pão 
Para posição. Passando pouquinho...

Pesando peixe pro pessoal
Poder pagar por peixe pegado,
Pensa passar pacotes pro porto
Para promover produtos pescados.

Pablo Pereira pediu...

Passagem pra Pirapora,
Pronto Pablo Pereira 
Pode passar passagem pagada.

Por Pirapora perambulou
Procurando praticidade,
Propagandas Pablo passou
Promovendo peixes pra publicidade.

Pressionado pela procura
Pablo Pereira precisa partir,
Prometendo pegar pescados
Plena piracema para produzir.

Pablo Pereira pediu...

Passagem pra Pirapora,
Pronto Pablo Pereira 
Pode passar passagem pagada.

Prateleiras perdendo peixinhos
Pras pessoas piradonas,
Porquê preço, peso, proteína
Prazeriam pras poltronas.

Panelas prontas pra promoção
Pegaram peixes preparados,
Primeiro prove peixe predileto
Pra poder pagar por peixe pescado.

Pablo Pereira pediu...

Passagem pra Pirapora,
Pronto Pablo Pereira 
Pode passar passagem pagada.

Procuraram por Pablo Pereira
Pelos prédios protocolados,
 Perceberam penosamente:
Pablo Pereira portanto parado.

Pedrinho Pena pediu pro pai
Permissão pra poder produzir,
Patentearam PF Pescados
Planejavam proezas provir.

Pedrinho Pena pediu...
Passagem pra Porteirinha, 
Possante preto pegou
Propagando picuinhas

Persistente PF Pescados
Prejuízos podiam possuir,
Pokomam, Pacu, Piranha
Pratos prontos podendo pedir.
Pros pitacos positivos
Perspectivas perfeitas parir,
Palmas para PF Pescados
Pois primores podiam partir.

Pedrinho Pena pediu...
Passagem pra patrocínio,
Pesquisando pelo país
Poços, praias pros peixinhos.

Premiado pelas páginas
Piruetas Pedrinho poupava,
Partilhando peça-pedaços
Pra piracema pedrinho parava.

Pegaria Peixe-Palhaço,
Papagaio, Pintado, Piaba...
Preservando peixes pequenos
Pro petshop Pedrinho pegava.

Pedrinho Pena pediu...
Passagem pra Pintópolis,
Parapente pegou...
Pousou próximo primórdios. 

Por panoramas pitorescos
Pedrinho Pena passou,
Por paisagens pontiagudas
Pilotando o planador.

Proibido pescar!
Paradoxos Pedrinho pensou,
Perguntem pro poeta...
Porquê Pedrinho Pena parou?

----------------------------

 © K DEIVID BORGES

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva Sua Mensagem Ou Deixe Seu Recado. No Quadro Abaixo ▼

SoundCloud

Promoções e novidades

Label

Mais Visitadas

DeskBook

Professor de informática e escritor, Deivid Borges nasceu em 1994 na cidade de Januária-MG e cresceu em um lar cristão de visão criacionista. Analista de Sistemas e adora praticar vários hobbies. Trabalhou com orientações nos lares para o SELS – Serviço Educacional Lar & Saúde – e na internet como programador, blogueiro. Iniciou seus primeiros escritos ainda no ensino fundamental. Se você gostou e quer saber mais visite o blog: http://www.kdeividborges.blogspot.com.br.




DIREITOS RESERVADOS

Licença Creative Commons

Com base na obra disponível em http://kdeividborges.blogspot.com/.

Podem estar disponíveis permissões adicionais ao âmbito desta licença em http://kdeividborges.blogspot.com
.br/p/contato.html
.

Encontre Mais Direirtos Reservados

Comentários

Destaques

Entrevistas Livros Músicas Projetos Desafios Entrevistas Livros Músicas Projetos Desafios Entrevistas Livros Músicas Projetos Desafios

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *